Category Archives: Marketing Online

O seu negócio está preparado?

Principais tendências de Marketing Digital para 2018

O Marketing Digital não é, de todo, uma área estanque, e nós estamos atentos às suas transformações. Queremos ajudá-lo a perceber quais são as principais tendências para 2018 e de que forma podem impactar o seu negócio.

Dizer que o Mundo está cada vez mais digital não é novidade: os dispositivos móveis são, atualmente, os mais utilizados (51%) para navegar na internet e, independentemente da estratégia de marketing da sua empresa, isto terá impacto na forma como se relaciona com os seus clientes.

De uma forma geral, as principais tendências de Marketing Digital para 2018 não diferem muito das tendências que apontámos em 2017, pelo contrário, há uma evolução no sentido de acompanhar as novas tecnologias que cada vez mais dominam as nossas vidas. Fazer compras, pagar faturas, responder a emails, pesquisar serviços, fazer reservas, ler as notícias do dia, ouvir música, assistir a vídeos e até mesmo trabalhar são atividades que se podem fazer – e fazem-no cada vez mais! – através do smartphone, que se afirma como alternativa ao computador, à televisão e à consola de jogos.

Principais Tendências Digitais

# Conteúdo

O conteúdo está na base de todas as comunicações digitais: redes sociais, SEO, anúncios, email marketing, geração de leads, otimização de CTR, landing pages, websites… e a lista continua.
Em 2017, dissemos-lhe para apostar em conteúdos relevantes e direcionados para os seus clientes. Então o que muda em 2018? A palavra chave é inovar! Inove na forma e aposte em artigos de blog, infográficos e vídeos originais e criativos que captem a atenção do seu público alvo; inove no discurso e fale diretamente com os seus clientes para que estes se relacionem com a sua marca muito para além do momento da venda. Esta personalização fará com que os seus clientes se sintam especiais e, por isso, fiéis à sua marca.

O Conteúdo é Rei


O Content Marketing custa cerca de 62% menos que o marketing tradicional e gera 3 vezes mais leads.
– DemandMetric, 2016 –

 Dica:Conheça os seus clientes: que websites visitam, o que compram online, como se comportam das redes sociais e quais os hábitos de consumo são informações importantes para a criação de conteúdo relevante e personalizado.

 

# Big Data

Todos os dias, milhões de utilizadores preenchem formulários, respondem a inquéritos, registam-se em websites e subscrevem newsletters. A questão é: o que é feito com toda essa informação?
Em 2018, a tendência é estudar toda a informação – Big Data – e transformá-la em insights para o mundo dos negócios, permitindo a identificação de padrões e a análise de mercado de forma a maximizar o lucro das empresas. Segundo a IBM, “Big Data = Big Opportunity” e a explicação é simples: se utilizar a informação em prol da sua empresa, pode aumentar os seus resultados exponencialmente. Contudo, se não fizer nada com a informação, a equação pode mudar para “Muitos dados não trabalhados = muito sarilho”!

Big Data


2.5 exabytes de informação são criados todos os dias.
– NYSE, 2016 –

Dica: Mantenha a base de dados dos seus clientes atualizada e com o maior número de informação possível. Por exemplo, se tiver uma campanha para uma determinada faixa etária, vai comunicá-la todos os seus clientes ou só aos que se enquadram nessa faixa?

 

# Marketing de Influenciadores

Já deve ter reparado que há cada vez mais contas – no Instagram, no Facebook, no Youtube – a fazer publicidade a determinadas marcas/produtos e que têm largos milhares de seguidores. Essas contas são de pessoas que conseguem influenciar os hábitos de compra de quem as segue – são os influenciadores.
O Marketing de Influenciadores foi uma das ferramentas mais utilizadas em 2017 e a tendência para 2018 é que seja fundamental na estratégia de Marketing Digital de qualquer empresa, uma vez que há cada vez mais consumidores das gerações Z e Y – as mais jovens –, céticos em relação às técnicas de marketing tradicionais, mas muito atentos a esta tendência.
Neste sentido, as redes sociais são o aliado perfeito das marcas que querem melhorar o envolvimento com os seus públicos-alvo e ao escolherem uma personalidade com a qual a audiência se identifique, conseguem aumentar a ligação marca-cliente.

Marketing de Influenciadores


94% das marcas que utilizam o Marketing de Influenciadores acredita que é uma estratégia eficaz.
– Business2Community, 2017 –

Dica: Escolha uma personalidade adequada ao seu público-alvo. Se pretende impactar um público jovem, os Youtubers são ideais para publicitar o seu negócio. Contudo, se o seu público-alvo estiver numa faixa etária superior, opte por personalidades ‘mais tradicionais’.

 

# Inteligência Artificial / Machine Learning

Foi o top trending da Web Summit em 2017, com a pergunta “A Inteligência Artificial vai salvar-nos ou destruir-nos a todos?“ a ser respondida por dois robôs: a Sophia e o Professor Einstein. Ambos defendem que a esta tecnologia não vai destruir os humanos. Ufa!
Mas a verdade é que a Inteligência Artificial está cada vez mais presente nas nossas vidas: os e-mails automáticos e os chatbots são a forma mais básica da utilidade que damos a esta tecnologia mas a tendência é que os interlocutores automatizados tenham um papel fundamental na relação marca-consumidor, revolucionando o mundo dos negócios.

Inteligência Artificial


Até 2035, prevê-se que o impacto das tecnologias de Inteligência Artificial aumente a produtividade laboral até 40 por cento, permitindo aos trabalhadores utilizar o seu tempo de forma mais eficiente.
– Accenture, 2016 –

Dica: Opte por campanhas de e-mail marketing automatizadas. Para além de poupar tempo, irá consiga medir o sucesso das suas campanhas e segmentá-las para os seus diferentes públicos-alvo.

 

# Chatbots & Messaging Apps

As redes sociais revolucionaram a forma como marcas e consumidores interagem entre si e, se há uns anos atrás, era normal um cliente esperar dias por uma resposta, atualmente, o cliente quer uma resposta imediata, caso contrário procura outra solução.
Com os chatbots e as messaging apps, as empresas garantem respostas em tempo real – 24horas por dia, sete dias por semana – e a tendência é que existam cada vez mais empresas a apostar em chatbots e aplicações como o Facebook Messenger e o WhatsApp para interagir com os seus consumidores. A Burguer King, por exemplo, já utiliza esta tecnologia, conforme é demonstrado neste vídeo.

Chatbot


Por mês, há 12.000 bots ativos no Facebook Messenger.
– Businness2Community, 2017 –

Dica: Utilize o chatbot para conhecer os seus clientes. Defina os dados que quer obter e seja criativo na forma como aborda os seus clientes. Veja o exemplo da cadeia sueca IKEA que transformou um questionário de satisfação numa conversa descontraída com um chatbot.

 

# Realidade Aumentada e Virtual

Muitas vezes confundidas, convém esclarecer que são tecnologias diferentes: a realidade aumentada acrescenta conteúdos digitais ao mundo real; a realidade virtual substitui o mundo real por elementos digitais.
A tendência para 2018 é dar aos consumidores uma experiência memorável e diferenciadora através destas tecnologias. O setor imobiliário, por exemplo, já utiliza estas realidades e dá aos consumidores a possibilidade de ver espaços – muitos deles ainda em fase de construção –  sem sair do conforto do sofá.

Realidade Virtual


Até 2020, 1000 milhões de consumidores farão compras em realidade aumentada.
– Gartner, 2016 –

Dica: Leve os seus clientes ao seu estabelecimento, sem saírem de casa. Recrie a sua loja em realidade virtual e permita que os seus clientes interajam com os seus produtos.

 

# Vídeo & Livestreaming

Já aqui falamos da importância do conteúdo e o vídeo é, sem dúvida, a tendência a seguir em 2018. Os diretos nas redes sociais – Instagram, Facebook, Snapchat, etc –  são ótimos para captar a atenção dos consumidores e possibilitam uma maior interação entra a marca e seu público. A tendência é que cada vez mais empresas utilizem o streaming nas suas estratégias de marketing digital para impactarem a sua audiência.

Video


Em 2020, 80% do tráfego global de internet será em vídeo.
– Business2Community, 2017 –

Dica: Aposte em vídeos originais para cativar o seu público-alvo. Os diretos são cada vez mais importantes, mas garanta que o seu vídeo tem um aspeto profissional para não perder credibilidade junto dos seus clientes.

 

# Mobile

Sim, vamos voltar a falar da importância do mobile nesta última tendência. Porquê? Porque os seus clientes – atuais e potenciais – utilizam os smartphones para realizar todo o tipo de pesquisas e tomadas de decisão, portanto a informação que partilha com eles tem de estar otimizada para dispositivos móveis.
E nesta nova era do imediatismo há outro fator a ter em conta: o tempo de carregamento de uma página. Segundo a Google, 53% das visitas a websites são abortadas se um website demorar mais de três segundos a carregar. Sim, leu bem. Três segundos. É por isso que as Accelerated Mobile Pages (AMP) são fundamentais na estratégia de SEO das marcas.

Era do Mobile


82% das pessoas com smartphone afirma que faz pesquisa no telemóvel sobre produtos que estão pestes a comprar numa loja.
– Google, 2016 –

Dica: Aposte num website responsivo e garanta que o conteúdo que partilha com os seus clientes está otimizado para dispositivos móveis. O seu website pode estar muito bem estruturado e ser visualmente apelativo, mas se não for responsivo não servirá de nada para os clientes que chegam até si através do telemóvel.

 

Estas são as principais tendências de Marketing Digital para este ano de 2018. Inovar, personalizar e segmentar são algumas das keywords mais importantes para acompanhar a evolução destas tendências e se precisar de ajuda para dar um novo impulso ao seu negócio, nós estamos aqui para o ajudar. Fale connosco.

Páginas Amarelas

O Natal está no digital

 

Tendências de Pesquisa dos Portugueses no Natal

Até o Natal está no Digital

Pode parecer cliché falar-lhe todos os anos das tendências de pesquisa relacionadas com o Natal, e é, mas quando se tem uma empresa que depende da vontade dos consumidores, os clichés, as tendências, os comportamentos e hábitos de compra de portugueses não podem ser ignorados. Logo, considere este artigo de leitura obrigatória se tem um negócio que em muito depende das receitas da época natalícia.

Estamos aqui este ano novamente para lhe falar sobre o que os portugueses procuram neste natal, o que compram, oferecem e pretendem gastar na época natalícia.

Comportamento de Pesquisa vs Compra

Há 2 comportamentos muito importantes que tem que ter em conta:

  1. Os internautas que procuram online e compram offline
  2. Os internautas que procuram online e compram online

Dicas para uma presença relevante para o seu comprador

A maior fatia reside sobretudo na primeira opção, por isso, apesar de poderem não ter a vossa empresa a vender directamente online é importante que tenham uma presença na internet. Mas atenção – nem toda a presença conta, uma má presença online, com uma má imagem, retira-lhe credibilidade e na altura dos portugueses compararem as suas opções isso vai pesar nas suas decisões. Considere as seguintes dicas para uma presença adequada à sua empresa:

  • Opte por 2 ou 3 canais que considere essenciais, tendo em conta as pesquisas pelo seu sector e produtos que comercializa
    • O site é a sua montra online, tenha um site cuidado, com boa imagem, segurança, factores de credibilidade e adaptado a dispositivos móveis, para facilitar a navegação do utilizador seja num portátil, tablet ou telemóvel
    • no Google os internautas demostram claramente o seu interesse em serviços e produtos por isso aqui deve considerar destacar a sua presença tendo em conta estas pesquisas
    • no Facebook por isso os interesses são revelados mais pelas interacções e páginas seguidas, entre e outros parâmetros, pelo que aqui deve gerar conteúdo relevante consoante estes interesses
  • Considere o seu nível de investimento consoante a sua possibilidade de retorno – não invista demasiado em meios que onde o seu público-alvo não está tanto presente, mas não corte investimento onde claramente há possibilidade de aumentar a sua rede de potenciais clientes
  • Tem em conta a sazonalidade e temáticas importantes para os consumidores – dificilmente as pessoas procuram por cobertores antes do verão ou folares da páscoa antes do Natal, por isso adeque a sua oferta a cada altura do ano.

Agora que tem os pontos-chave que necessita vamos ao que interessa então para agora – o Natal!

Infográfico de ‘Natal no Digital’ que deve guardar religiosamente

Para ajudarmos já em uma das dicas, e porque estamos bem dentro do espírito natalício, hoje trazemos um presente para o sapatinho – Um infográfico gratuito com as tendências  online para o Natal.

Neste infográfico vai encontrar:

  1. Principais prendas que os portugueses pretendem oferecer no Natal
  2. Top pesquisas em Portugal nesta época
  3. Quanto o consumidor português pretende gastar no Natal e como pretende gastar

Faça download do infográfico aqui

Foi cliché? Foi.

Foi tendicioso? Foi.

O Natal vive de clichés, e a sua empresa de tendências por isso não faça deste artigo mais um para guardar nos favoritos que nunca vai ler. Utilize-o a favor da sua empresa e esteja onde onde estão os seus clientes: no Digital!

Entre em 2018 sem desculpas e com o pé direito no mundo digital – se não tiver tempo para elaborar a sua estratégia sozinho, fale connosco, nós podemos ajudar.

Boas Festas, Feliz Natal e boas vendas natalícias!

Verão 2017

Férias: descanso ou oportunidade de negócio?

O verão é sinónimo de férias para a grande maioria das pessoas, mas para determinados setores de atividade é a melhor altura para rentabilizar o negócio.

Já aqui alertámos para a compra sazonal e as férias de verão são um exemplo óbvio de que o descanso de uns é o trabalho de outros. Está na altura de esquecer o mito de que nesta altura do ano está tudo parado porque a verdade é que esta é a altura ideal para aumentar vendas e atrair mais clientes.

Segundo o INE (Instituto Nacional de Estatística), Portugal vai receber mais de 21 milhões de turistas durante 2017, ultrapassando os 19,1 milhões do ano passado. Até abril, ultrapassaram-se os 5,3 milhões, o que não surpreende já que a maioria da população escolhe o verão para tirar férias. O seu negócio está preparado para as férias?

Os números não mentem

Segundo o Observador Cetelem, 58% dos portugueses prevê ir de férias entre julho e setembro, com a localização e o preço a serem os aspetos mais valorizados na escolha dos destinos. O mesmo estudo revela que a maioria dos portugueses (42%) recorre à internet e às redes sociais para planear as férias e que o número de portugueses que efetua reservas através de plataformas digitais aumentou (15%).

Ferias_2017

 

Operadores turísticos, hotéis, transportadoras e restaurantes são apenas quatro exemplos dos vários negócios que não podem estar à sombra no verão. Esta é a altura ideal para estar onde estão os seus clientes: online! Divulgue promoções de última hora, partilhe experiências do seu espaço e mostre aos seus clientes que tem tudo para lhes proporcionar umas férias de sonho.

E se já sonha com o seu descanso, deixe que os nossos especialistas tratem da sua estratégia digital para este verão. Descanse, mas continue a potenciar o seu negócio.

Banner_yb

Facebook tem novidades

Novidades digitais Facebook

As novas ferramentas de gestão de grupos de Facebook que vão aproximar o mundo

Depois de tornar o mundo “mais aberto e conectado”, Mark Zuckerberg quer agora “aproximar o mundo”.

Foi durante o evento Facebook Communities Summit, que decorreu em Chicago (EUA) no passado dia 22, que Mark Zuckerberg, presidente-executivo da maior rede social do mundo, apresentou a nova missão do Facebook: dar às pessoas o poder para construir comunidades e aproximar o mundo.

Para que esta nova missão seja bem conseguida, as pessoas têm de encontrar grupos com os quais se identifiquem, sejam de grupos de interesses, profissionais ou de carácter social.

Atualmente, e segundo o Facebook, mais de 1 bilião de pessoas utiliza os ‘Grupos’ do Facebook e mais de 100 milhões de pessoas são membros de “grupos significativos”, ou seja, importantes para a comunidade onde estão inseridos.  Foi a pensar neles, e nos seus administradores enquanto influenciadores de opinião, que surge a aposta do Facebook em novas funcionalidades na gestão de grupos.

As novas ferramentas de gestão de grupos

“Diminuir as distâncias entre o mundo online e o mundo físico”. Este é o objetivo das mudanças implementadas que incluem:

Insights de grupo – administradores dos grupos terão acesso a dados em tempo real sobre o crescimento, engagement e membros do grupo como, por exemplo, números de publicações e horas a que os membros interagem mais;

Filtro para pedidos de adesão – aceitar novos pedidos de adesão será mais fácil, com a possibilidade de filtrar pro categorias como género e localização e, também, a possibilidade de aceitar ou declinar todos os pedidos ao mesmo tempo;

Remoção de membros – os administradores podem agora não só remover membros do grupo como também todo o conteúdo por eles criado, desde publicações a comentários;

Publicações agendadas – administradores e moderadores do grupo podem criar e agendar publicações para um dia e hora específicos;

Recomendações de grupo – os administradores vão poder recomendar grupos semelhantes. Esta ferramenta está a começar a ser testada.

Group Insights Video

A presença online é cada vez mais importante e a sua empresa pode, efetivamente, influenciar a comunidade onde se insere. É, no entanto, fundamental estar atento às tendências do mercado digital e acompanhar todas as mudanças que surgem, neste caso no Facebook.

Se a sua empresa não está a conseguir os resultados que esperava nesta rede social, conheça as nossas opções. Temos uma equipa especializada que o pode ajudar!

Google Marketing Next 2017

O Futuro da Publicidade Online

Hoje é dia de partilhar consigo os highlights do Google Marketing Next 2017, que decorreu no final de maio em São Francisco (EUA).

O Google reuniu especialistas de marketing digital de todo o mundo e levantou o véu sobre o futuro da publicidade e dos seus produtos – AdWords, Doubleclick e Analytics – quando combinada com Inteligência Artificial, Machine Learning e Mobile trends.

Na Páginas Amarelas vamos testar as versões BETA de todas as inovações apresentadas durante o evento assim que estiverem disponíveis em Portugal, mas, para já, divulgamos as principais novidades que o Google apresentou.

TOP 11 Novidades do Google Marketing Next 2017

1. Reduzir tempo de carregamento para aumentar conversões

A introdução de Accelerated Mobile Pages (AMP) melhorou significativamente o tempo de carregamento de conteúdos e agora será possível utilizar AMP em Landing Pages de anúncios de  Search e Google Display Network.

1 a 10 segundos

2. Melhorar a segmentação do público-alvo

Será possível fazer o cruzamento de dados nas diferentes plataformas de forma a impactar públicos que já demonstraram interesse em determinada marca.

90% dos utilizadores de smartphone

3. Segmentação de audiência em Gmail Ads

A possibilidade de segmentar o público-alvo com base em padrões de consumo e “life events”, anteriormente anunciada para YouTube, será agora possível em Gmail Ads.

4. Acesso mais abrangente entre canais e dispositivos

O objetivo é impactar utilizadores com maior probabilidade de efetuar a compra.

6 em 10 utilizadores

5. Google Assistant

Com o aumento da pesquisa por voz, é importante tirar partido deste tipo de pesquisa e tornar os momentos de compra mais agradáveis e pessoais.

Pesquisa por voz

6. AdWords de “cara lavada”

O novo interface do Google Adwords irá permitir personalizar audiências de forma mais rápida e intuitiva, ao mesmo tempo que providenciará relatórios mais completos.

Interface AdWords

7. Google Optimize

Será mais fácil criar e testar versões de landing pages, de acordo com as especificidades de cada campanha.

8. Google Surveys 360º

Será mais fácil perceber o impacto dos anúncios através dos insights de quem os recebe.

Google Surveys

9. Novidades no YouTube

O You Tube vai integrar extensões de anúncios como a localização e visitas à loja. A segmentação também vai ser fortalecida com a possibilidade de definir segmentos do mercado através de padrões de consumo e life events.

10. Ferramentas avançadas de medição de vendas

Para além das visitas, também as vendas serão mapeadas.

11. Google Attribution & Attribution 360

Foi anunciada uma nova plataforma que cruzará dados de  AdWords, Analytics e DoubleClick que permitirá impactar o público-alvo de uma forma revolucionária.

Google Atribuition

 

Na Páginas Amarelas, estamos muito atentos para tirar partido destes upgrades nos produtos Google e, mais ainda, para ver de que forma podemos melhorar as campanhas dos nossos clientes.

Tal como fizemos no final de 2016, em que demos conta das novidades nos anúncios Google AdWords, iremos divulgar todas as novidades Google em primeira mão. Fique atento!

Não sabia que a Páginas Amarelas tem soluções de Google para a sua empresa? Saiba mais sobre as nossas soluções Google e destaque a sua empresa neste motor de busca.

Píxel do facebook muda novamente

Facebook Pixel vai mudar dia 20 de Maio

Maio é mês de mudanças no píxel do facebook

Para si que têm uma empresa e está a gerir os seus próprios anúncios no Facebook ou que tem anúncios facebook geridos pela Páginas Amarelas, para si trabalha na área de marketing digital e para todos os  que têm campanhas ou interesse em anunciar no facebook para obter conversões, temos novidades!
O Facebook Píxel a partir do dia 20 de Maio de 2017 vai começar a enviar mais dados para melhorar a entrega de anúncios e relatórios.
Se visitou uma conta do Facebook recentemente deve ter notado um alerta sobre o seu píxel do Facebook, dizendo que em breve irá enviar “dados de eventos adicionais”, de modo a melhorar a entrega de anúncios e relatórios. Mais especificamente, a notificação diz:

informação do facebook sobre o píxel de conversão e novos envios de dados de eventos

Esta já não é a primeira mudança no píxel que o Facebook faz. A primeira mudou o antigo código de tracking pelo que está ativo hoje, com mais opções, e que agora vai fazer estas novas melhorias. Esta alteração vai entrar em efeito no próximo dia 20 de Maio para pixéis de Facebook criados antes de 20 de abril de 2017. Para todos os pixéis de Facebook criados após essa data, a mudança entrará em vigor de imediato.

Mas antes de mais sabe o que é o píxel do Facebook?

O píxel do Facebook é um pedaço de código a colocar no seu site que permite medir, otimizar e criar públicos para as suas campanhas de anúncios focadas em leads e conversões no website. Ao utilizar o píxel do Facebook, pode tirar partido das ações que as pessoas efetuam no seu site, em vários dispositivos, para uma entrega mais informada e eficaz das campanhas de anúncios do Facebook. Com o píxel do Facebook, pode:

  •  Medir conversões entre dispositivos;
  • Otimizar a publicação para pessoas com maior probabilidade de realizar ações;
  • Criar públicos automaticamente para publicitares novamente aos visitantes do site (remarketing);
  • Criar Públicos Semelhantes;
  • Publicar anúncios de produtos dinâmicos;
  • Aceder às Estatísticas do Público

Que impacto vai ter esta alteração?

O Facebook não nos dá muita informação neste patamar e apenas menciona que o facto de estar a melhorar o píxel vai tornar os seus anúncios de conversão no website mais relevantes para o público e terá impacto na utilidade dos mesmos, pois o píxel vai enviar mais informações contextuais do seu site, para entender melhor e categorizar as ações que as pessoas que as pessoas estão a realizar no mesmo, otimizando assim a entrega de anúncios tendo em conta estas ações.
As informações incluem ações como “adicionar ao carrinho” ou “comprar” bem como dados sobre a estrutura da sua página. Isto, naturalmente, ajudará o Facebook a contextualizar essas ações, possivelmente até permitindo que ela preveja ações com base na data da página disponível.

 
Tem mais questões sobre o Píxel do Facebook ou Publicidade no Facebook? Fale com a nossa equipa de especialistas diretamente na nossa Página de Facebook.

Como fazer a melhor escolha para a Criação do seu Site?

Como fazer a melhor escolha para a Criação do seu Site?

No mundo do online chegámos a um ponto que a saturação se confunde com um carrinho de supermercado: levamos 20 coisas quando afinal precisávamos de 10.

As tendências de Marketing Digital estão em constante mutação e a oferta e a procura no online tornaram-se tão massivas em certas áreas que os próprios sites e a sua criação chegam a ser o produto de maior excedente em oferta que existe a nível da presença empresarial na internet.

A verdade é que hoje em dia todos são criadores de sites, mas nem todos têm capacidade para mantê-los. Assim como, devido à  conjuntura atual cada vez mais aparecem pessoas a pesquisar como fazer sites para tentar criá-los sozinhos.

Se resumirmos bem a situação teremos que basear a nossa  escolha em diversos tipos pessoas que criam sites e diferentes tipos de sites a criar.

construção de sites

3 tipos de ‘Criadores de Sites’

  • Site Builders – Numa construção de uma casa ou empreendimento precisamos do arquiteto, do engenheiro, do empreiteiro e claro, dos obreiros. Num site, consoante o que se deseja, a diferença não é muita. Há que saber desenhar o site, para o que existe o webdesigner, há que tratar da parte técnica, de desenvolvimento e alojamento, o webdeveloper, e há o que trata do conteúdo, o web copywriter. Mas nos dias de hoje online, temos o ‘faz tudo’. Problema: e depois do edíficio construído quem é que trata do condomínio?

  • DYI (Do It Yourself) –  como o próprio nome indica, é o mundo dos ‘faça você mesmo’. Aqui, muitas vezes para evitar investimento, o próprio dono do negócio tenta aprender a construir o seu site e lançar-se numa aventura a solo. O que nem sempre é errado. Numa 1ª instância o ‘faça você mesmo’ ensina a perceber o papel das várias  peças do puzzle, como o alojamento, o design ou a importância do conteúdo e dos motores de busca. O problema é dar continuidade, devido ao consumo de tempo que exige para permitir melhorar como alguém do ramo saberia.

  • Site Keepers – Os Site Keepers são a equipa maravilha que muitas vezes não precisa de ser mais que um ‘well-rounded marketeer’. Estes, não só conhecem as melhores plataformas de alojamento, os domínios confiáveis, chamados de top level domains, os melhores CMS’s ( Content Management Systems) onde se gere os conteúdos do site, como percebem de usabilidade e design web, assim como têm conhecimentos sólidos de SEO, ou Search Engine Optimization, que permite aumentar a relevância dos sites para os motores de busca como o Google. Ou seja,  os Site-Keepers vão desde a criação do site à sua manutenção e monitorização. Estão atualizados sobre as últimas mudanças no mundo online, como as tendências mobile e sites adaptados a telemóvel,  e fazem do seu site uma solução completa online tornando-o um angariador de contactos, que atrai clientes e gera ações direcionadas, para conseguir mais do que só tráfego para o seu website,  garantindo sempre o seu bom posicionamento!

criaçao de sites_sitekeepers

Que site quer criar?

Quando falamos em criação de sites podemos pensar em diversos tipos:

  • Personal Website – Cada vez mais os sites pessoais são  ‘CV’s Online’, onde muitos indivíduos já espelham a sua identidade profissional como forma de Marketing Pessoal, ou mesmo para divulgar serviços de consultoria.

  • Sites Comunitários – Comunidades de diversos setores, que servem sobretudo como fóruns de discussão sobre temáticas desse mesmo setor. Muito utilizados para conseguir descobrir respostas a questões de pessoas com experiências semelhantes, como por exemplo sites comunitários para quem vai casar.

  • Portais, Diretórios e Agregadores – são os sites que agregam informação sobre vários setores ou temáticas de interesse. Como por exemplo: O Diretório de Empresas Online das Páginas Amarelas.

  • Blogs – os blogs foram os primeiros ‘sites’ que se aproximaram da social media, uma vez que visam conteúdo mais dinâmico e atualizado. São pensados para diversas utilidades, desde artigos relacionados com setores específicos, a artigos sobre marketing online para empresas, como aquele que estão a ler neste momento, ou mesmo para hobbies de utilidade para outros consumidores, como blogs de receitas ou novelas. Hoje em dia existe quase como profissão não oficial, o ‘professional blogger’ que vive apenas de blogs que ganharam nome no mercado.

  • Sites de Empresas e Negócios – Seja em formato mais comercial, como sites de e-commerce, ou sites mais institucionais, os sites de empresas são sites com um look&feel mais profissional, devido exatamente à identidade e imagem de marca que veiculam. Nestes sites disponibilizam-se dados das empresas em questão, serviços e produtos.

Depois de considerados os tipos de Criadores de Sites e tipos de Site, o exercício correcto seguinte é encaixar as peças. Mas um encaixe que,muitas vezes  pode passar despercebido e menos lógico é na realidade o mais impactante no que toca a retorno online, se estivermos a pensar num negócio online que pretenda angariar clientes:

criar sites profissionais_sitekeepers

Para a maior parte das pequenas e médias empresas, uma solução DYI ou de Site Builders parece de longe a mais poupada, mas pode sair mais dispendiosa do que o previsto. E não, a premissa ‘tempo é dinheiro’ não passou de moda, se qualquer outra coisa, está mais atual que nunca.

No contexto atual, a escolha de fazer o próprio site ou de recorrer ao ‘amigo que até percebe disso’ pode sair mais caro a longo prazo. Porquê?

  1. Gastos desnecessários em alojamento não apropriado

  2. Gastos desnecessários em bancos de imagens

  3. Falta de disponibilidade diária para fazer a monitorização posterior do site

  4. Consequente falta de atualizações de SEO e Copywriting que prejudicam o posicionamento futuro do Site

  5. Perda de tráfego e visitas ao site e consequente perda de potenciais clientes

  6. Site desatualizado e pouco valorizado pelo Google

Uma pequena empresa, hoje em dia já tem opções viáveis de serviços de Construção e Manutenção de Sites Otimizados que incluem domínio próprio, alojamento, conteúdos personalizados e atualizações e acompanhamento de resultados.

A situação é que muitas vezes o foco não está na solução, mas no problema, e tanto um como o outro são uma questão de perspetiva: uns veem o copo meio vazio, outros meio cheio.

Um investimento de 2€/dia no Site da sua empresa parece-lhe baixo ou alto?

A empresa com a perspetiva de investimento positivo vai poupar noutros  gastos irrisórios para reinvestir exatamente o mesmo valor por dia num site profissional para aumentar o sucesso do seu negócio online.

A questão é: que tipo de empresa é a sua?

Se não tiver dúvidas e realmente quiser investir num Site que pode proporcionar mais retorno e clientes para o seu negócio invista num Site Keeper e num Site de Empresa Profissional.

 

Oportunidades de Negócio na Páscoa 2017

GANHE MAIS CLIENTES
NA PÁSCOA COM LANDING
PAGES E GOOGLE ADWORDS

Conselhos Práticos para Conseguir mais Clientes na Páscoa

Aproxima-se uma grande época festiva para os portugueses, talvez a maior a seguir ao Natal. Esta época traz consigo necessidades também sazonais e reflete um aumento da procura por determinados produtos e serviços. Estamos a falar da Páscoa 2017!

Feriados como estes potenciam muitas oportunidades de vendas nos mais variados negócios. Para conseguir aproveitá-las, as empresas têm de perceber:

1- O que procuram online as pessoas nesta época?
2- Como destacar o seu negócio na Páscoa e atrair clientes?

Só assim, as empresas conseguirão antecipar-se e colocar-se um passo à frente da sua concorrência.

Comecemos então pelo início:

#1 – O que procuram online as pessoas nesta Páscoa?

Antes de efetuar qualquer tipo de compra, os consumidores têm a necessidade de pesquisar e comparar produtos e serviços e, é neste momento da pesquisa que o seu negócio tem de aparecer para ficar na mente do consumidor.

Primeiro que tudo é preciso perceber que na Páscoa não se vendem apenas ovos de chocolate, havendo oportunidades para os mais variados negócios poderem lucrar. E a confirmá-lo estão as pesquisa feitas no Google.

As tendências de pesquisa revelam dois tipos de procura por parte dos consumidores, que podemos até definir como duas grandes categorias de pesquisas e nas quais vamos perceber onde pode entrar o seu negócio:

– Alimentação: em que existe claramente uma procura relacionada com a celebração do evento em si e dos momentos em família. Aqui negócios como pastelarias, padarias, supermercados, restaurantes ou lojas de doces devem aproveitar esta oportunidade, até porque os clientes já mostraram interesse nos seus produtos!

– Viagens: a Páscoa é também o período das férias escolares e das viagens de finalistas. É também nesta altura que os pais acabam por tirar férias para poder estar com os filhos. Por isso, todos os setores de negócio ligados ao turismo, como agências de viagens, hotéis, hostels ou até pousadas têm boas oportunidades de aumentar as suas vendas na Páscoa.

Veja aqui alguns das tendências de palavras-chave pesquisadas e em que principais locais são feitas pesquisas relacionadas com a Páscoa nesta altura:

top pesquisas páscoa

Então, porque não divulgar um pacote especial do seu hostel para os amigos que se querem lançar numa aventura de férias da Páscoa, ou uma promoção única da sua peixaria ou marisqueira para um almoço em família na Sexta-feira Santa? As possibilidades são infinitas!

Aqui entramos na segunda questão:

#2 – Como destacar o seu negócio na páscoa e atrair clientes?

Depois de perceber:
a) o que procuram as pessoas na altura da Páscoa;
b) como o seu negócio se encaixa nas necessidades desta época;
c) os diferentes momentos e oportunidades que a Páscoa proporciona…

…falta confirmar se tem tudo a postos para estar no sítio certo à hora certa!

Vamos então ajudá-lo a fazer uma checklist para garantir que não falta o essencial para o sucesso do seu negócio:

  • Landing Pages – sabe o que são, como devem ser construídas e qual a sua importância na divulgação de uma campanha? Se ainda sabe ou pensou nisto é altura de começar a pensar, pois é por aqui que tem de começar, já que esta será porta de entrada da sua promoção. Se a porta está fechada, ninguém entra, certo? Então, o primeiro passo passa por começar a pensar na criação de uma landing page para a sua empresa.
  • Já está no Google? A landing page por si só não funciona, precisa de ser divulgada senão as pessoas não vão saber que a suas promoções existem. Logo, para ser encontrada precisa de outras ferramentas que ajudem neste sentido. O Google é o motor de pesquisas mais utilizado em Portugal e, se quer estar onde pesquisam pelo seu negócio, é aqui que tem de publicitar a sua campanha de Páscoa! Lembre-se sempre da velha máxima “Quem não aparece não é lembrado”. Aqui, a ferramenta de publicidade do Google, o Google AdWords vai ser fulcral para destacar a sua empresa online

Se respondeu que não a pelo menos uma pergunta, e tem algum dos tipos de negócios acima descritos, isso pode significar que está a perder clientes para a sua concorrência nesta Páscoa de 2017.

Siga já os nossos conselhos práticos para e faça download do nosso ebook onde vai encontrar:

  1. Para que serve uma Landing Page e porque precisa dela para uma campanha online
  2. 4 exemplos de boas práticas na construção da sua landing page
  3. Como atrair visitas com anúncios  Google AdWords
  4. Tendências de pesquisa na Páscoa
  5. 5 conselhos para utilizar na criação dos seus anúncios de AdWords
  6. Sugestão de Solução para a sua campanha caso mesmo mesmo com os nossos conselhos não tenha tempo para o fazer!

ebook grátis pascoa 2017

Não perca mais oportunidades de negócio! Opte pelo coelho, não que lhe traz os ovinhos de chocolate, mas que vai trazer mais rentabilidade à sua Páscoa e escolha um parceiro de confiança para ajudar o seu negócio a atrair o seu público-alvo, a aumentar as suas vendas e a trabalhar a relação com os seus clientes, mantendo-os fiéis à sua marca.

 footer_solucoes