Tag Archives: campanhas adwords

Sessão Google e Páginas Amarelas: “The Future is Now”

Tendências Google: o futuro da sua empresa é agora!

A semana passada foi marcada pelo encontro de parceiros: Páginas Amarelas e Google! Sob o mote “The Future is Now” (O Futuro é agora), estivemos numa sessão com o Web Analytics Consultant da Google, João Nunes, que traçou o perfil atual do consumidor português, apresentou algumas mudanças tecnológicas e comportamentais que já se estão a refletir nos negócios atualmente e as tendências daqui para a frente.

PA_Google

 

Todos estes inputs vieram reforçar o nosso know-how e expertise, permitindo-nos compreender o que os consumidores realmente procuram e aplicar de forma eficaz as boas práticas em Google AdWords que em tempo já abordámos. A combinação essencial para continuarmos a ser o parceiro de confiança dos nossos clientes, potenciando os seus negócios. Curioso?

 

4 Fatores essenciais que vão determinar o sucesso do seu negócio

#1 – Tecnologia

O primeiro grande fator é a tecnologia e os passos gigantes que estão a ser dados neste sentido. Comecemos pelo panorama global: sabia que atualmente há 2 biliões de pessoas no mundo ligadas à internet e que se espera que em 2020 este número passe para os 5 biliões? Estamos cada vez mais próximos daquela que tem sido uma luta de décadas, da tão falada sociedade da informação, que potencia um desenvolvimento tecnológico independente e autónomo, sem necessitar da intervenção do Homem.

Partilhamos alguns dos exemplos de novas tecnologias, gadgets e invenções em que o google já está à frente e que vêm mudar toda a nossa forma de estar enquanto pessoas, consumidores e empresários:

Agora deve estar a pensar “Ok, já ouvi falar disto tudo” ou “Isso não é novidade nenhuma, já há muitos aparelhos  que fazem mais ou menos isso”. Exato! Mas o que queremos aqui, é despertar a sua atenção para uma questão fundamental: as tecnologias digitais estão a elevar cada vez mais as expectativas do consumidor, tornando-o cada vez mais exigente e mudando também a forma como este se comporta. E, isso leva-nos ao segundo fator a ter em conta no seu negócio – as pessoas.

#2 – Pessoas

As pessoas não querem perder tempo, estão sempre ligadas à internet, recorrendo cada vez mais aos dispositivos móveis para aceder a informação em qualquer lado a qualquer altura, para consultar e-mails, falar com os amigos, partilhar nas redes sociais…

As pesquisas são feitas no momento, incentivadas por necessidades do imediato. O consumidor já não espera para chegar ao trabalho ou a casa e procurar algo na internet, a procura e pesquisa já são feitas por impulso.


 “75% dos portugueses procura informações sobre produtos online”


Isto mostra que estamos na era do imediato, na era que vive de pequenos momentos que ocorrem no dia a dia das pessoas, os chamados micro-momentos. E, é nesses micro-momentos que residem as oportunidades de colocar o seu negócio no “coração” dos seus clientes, estando presente no exato momento em que estes estão à procura de respostas às suas necessidades.
Veja aqui o vídeo que lhe vai permitir perceber concretamente o que são estes micro-momentos e de que forma a sua empresa pode e deve entrar na vida dos seus clientes!

#3 – Negócios

As novas tecnologias afetam a forma como o consumidor se comporta, mas também obviamente afetam os negócios e as empresas. Neste momento, esta transformação digital está a criar desafios únicos aos gestores e líderes das empresas, que se deparam com o aparecimento de novos modelos de negócio que, apesar de serem altamente disruptivos, são bem sucedidos porque agora há uma distância muito mais reduzida entre a conceção/ideia e a possibilidade de desenvolvê-la, devido à facilidade e oferta de soluções tecnológicas. Dois exemplos próximos são empresas como o Spotify e a Uber, que oferecem aquilo que os clientes procuram: facilidade, comodidade e TEMPO!
E depois destes fatores acima descritos, falta então entrar no último, mas não menos importante, fator – o consumidor português.

#4 – Os Portugueses

Tendo em conta todo estes cenários, então como é que o nosso mercado se está a comportar? Como era de esperar, os portugueses estão a acompanhar e são recetivos às tendências das novas tecnologias. Tanto são, que estão ao nível de países como os Estados Unidos e o Reino Unido mas, como palavras só não chegam, o que interessa para nós são os factos.


 “57% dos portugueses têm smartphone”


O comportamento de pesquisa online e de utilização da internet em qualquer altura e local aplica-se também ao cenário nacional, pelo que a estratégia das empresas portuguesas se deve centrar nisso mesmo. Perceber que os seus atuais e potenciais clientes estão online, em qualquer momento do seu dia e que procuram respostas imediatas às suas necessidades.


 “54% dos portugueses estão online enquanto vêem televisão”


Porque o futuro é… agora!

Lembra-se de falarmos atrás nos micro-momentos? Pois então é nisso que a sua empresa terá de se concentrar. Cada vez mais são os pequenos momentos que importam no dia a dia das pessoas e é nessas alturas que as expectativas dos consumidores são ainda mais elevadas:

  • no dia a dia;
  • no aniversário do melhor amigo;
  • no dia do nascimento de um filho;
  • nas férias que esperamos o ano inteiro;
  • no natal que reúne a família.

Comece por aí mesmo, por detetar os micro-momentos que vão ser o momento alto da sua empresa! Como? Pense no agora, como se pode antecipar e entrar na vida dos seus clientes! Aproximam-se micro-momentos importantes na vida dos portugueses que, sem querer (ou não), até já o referimos: o Natal, altura em que pensamos em:

  • preparar a consoada em família;
  • comprar uma nova árvore de natal porque a que temos está muito velha;
  • procurar o presente ideal para a “cara metade”;
  • reservar o restaurante para o jantar de natal com os amigos…

Então, que melhor altura para “atacar” que agora? Sim, o Natal é só em Dezembro, mas para a sua empresa é já, porque nesta altura as pesquisas de ideias, inspirações e até as próprias compras estão a começar cada vez mais cedo de ano para ano. E não é só isso que importa saber sobre os portugueses e o Natal. Outros dados podem ser importantes para a sua empresa e para investir nas suas campanhas de natal, como saber em que tipo de estabelecimentos os portugueses pensam comprar os presentes de Natal, com que antecedência e, se preferem fazer as suas compras nas lojas físicas ou online.

Descarregue aqui o infográfico para saber porque é que a sua empresa deve então investir em campanhas este Natal!

Olhando para toda esta realidade e mudança no comportamento dos consumidores, ainda lhe restam dúvidas? Potencie o seu negócio, entre nos micro-momentos dos seus potenciais clientes, esteja na palma das suas mãos quando e onde estes precisarem de si. Invista em campanhas de Google AdWords, para se destacar da concorrência. Mas, invista com anúncios bem estruturados, com a informação relevante e direta, que vá ao encontro daquilo que as pessoas procuram, com site links, destacando as suas ofertas, os descontos de natal, os presentes perfeitos. Vai ver que este ano o Pai Natal lhe vai trazer bastante retorno para o seu negócio!

Lembre-se, os clientes valorizam o tempo que conseguem poupar para conseguir algo. Mas será que a sua empresa consegue dar essa resposta rápida, com todas as exigências do seu negócio para esta quadra festiva? Não se preocupe, nós damos-lhe o tempo que você precisa para oferecer tempo aos seus potenciais clientes!

Ligues já grátis e saiba como!

Boas Práticas em AdWords: o Sucesso na Publicidade do Google

Boas Práticas em AdWords: A Cheat Sheet para o Sucesso da Publicidade no Google!

Nos últimos artigos que escrevemos sobre AdWords fizemos questão de fazer um género de Manutenção preventiva ao enunciar os erros a evitar na gestão de campanhas Google AdWords. Mas como se diz por aí, existem sempre dois lados da moeda, e neste caso, depois de mostrarmos o que pode ser o lado negativo de uma má gestão de anúncios no google ,vamos agora mostrar o lado positivo enumerando as Boas Práticas!

Tal como o nome indica, boas práticas são práticas que, à partida, trazem benefícios ou retorno. Um género de cábula ou cheat sheet como daquelas que fazíamos na escola ao estudar para os exames, que nos davam os pontos essenciais a decorar para ter a certeza que, se tudo o resto falhasse, ao seguirmos aqueles pontos de partida conseguiríamos sempre alguns resultados base. Pois então vamos fazer um regresso ao passado pensando no futuro.

Esta cheat sheet já não será para termos bons resultados na nota do exame, mas tanto ou mais importante, para termos resultados positivos no  trabalho e trazer retorno para aqueles que são detentores de um negócio!

boas praticas adwords

1. Marca, Produto e Serviços Claros – O que ofereço e para quem serve?

Cada vez que conhecemos alguém, a primeira coisa que fazemos é apresentarmo-nos, pois no caso da nossa marca, produto ou serviço a regra é a mesma. Os utilizadores e potenciais clientes gostam e têm necessidade de identificar e reconhecer quem está do outro lado, por isso se é a ‘Mercearia do Bairro’ e quer oferecer laranjas porque tem desconto sobre este produto diga isso mesmo!

a. Texto com oferta e criação de necessidade clara

O título e texto presente no seu anúncio AdWords é a sua porta de entrada. Se quer dar as ‘boas-vindas’ aos seus potenciais clientes seja envolvente e ofereça o que eles procuram. Acredite que se estiver atento e oferecer exatamente o  que eles procuram eles irão voltar mais vezes.

b. URL simples e claro

Assim como o nome da sua empresa mostra a sua identidade, o nome do seu url mostra o que tem ‘dentro de casa’. Um URL claro, de fácil leitura e objetivo capta a atenção naturalmente e melhora a experiência do utilizador.

2. CTA’s – Como levar o potencial cliente à ação?

a. Extensões de anúncios

Conforme já mencionámos sitelinks, chamadas diretas e extensões de anúncio de texto além de serem gratuitos e não terem custos por cliques, quando relevantes dão credibilidade ao anúncio e podem acrescentar um sentido de urgência para levar à ação  imediata. Por isso é importante criar extensões com texto relevante que chame à ação. Para sabermos se as extensões escolhidas estão a ter realmente impactos positivos devemos monitorizar as extensões de anúncios e ainda ter em atenção às plataformas onde estes impactos são mais elevados, nomeadamente  o tráfego proveniente de dispositivos móveis.

Aqui fica um exemplo de Anúncio AdWords das Páginas Amarelas que aplica os pontos 1 e 2 acima referidos:

anuncio adwords - Campanha adwords

3. Utilize as ferramentas que o AdWords oferece

a. Keyword Planner

No erros a evitar falámos da escolha incorreta  de keywords agora vamos realçar o facto de ter de haver esta escolha! Planear a escolha de keywords não é uma fórmula de sucesso mágica para o seu artigo mas anda lá perto, não porque vai repeti-las até mais não, mas porque lhe permite perceber exatamente que expressões os internautas utilizam quando pesquisam por algo. O ‘achómetro’ não é uma ferramenta, o Keyword Planner, ou Planeador de Palavras-chave,  é!

b. Simulador – pré-visualização de anúncios e de diagnóstico

Nada como ver para crer, mas se o ver  lhe ficar mais caro, não compensa. Não vá ao Google pesquisar pelas keywords e tentar visualizar os seus anúncios, pois esta prática gasta impressões e vai estar a pagar o ‘preço pela sua curiosidade’. Utilize a ferramenta de pré-visualização de anúncios e de diagnóstico para confirmar se os seus anúncios estão a aparecer no Google. Se não estiverem não desespere, às vezes é só uma questão de pausar algumas keywords com quality score menor ou de ajustar orçamento.

ferramentas google adwords

4. Já fez adWords mas não resultou?

a. Afunile a sua segmentação

Se apenas está a fazer anúncios de texto em  Adwords Search, a melhor opção que tem para não estar a desperdiçar impressões ou cliques é fazer remarketing, pois neste tipo de publicidade do Google sabemos que há limitações de segmentação, uma vez que apenas permite segmentação geográfica e por idioma. O remarketing, então, vai-lhe  permitir afunilar a sua segmentação para as pessoas que já mostraram interesse no seu negócio acedendo ao seu site ou landing page.

No caso de estar a fazer anúncios display o remarketing é também uma ótima opção, mas antes disso pode sempre segmentar o seu público-alvo por interesses, posicionamento, tópicos ou mesmo dados demográficos.

b. Palavras-chave negativas

Evite aparecer pelas  pesquisas que não lhe interessam e podem estar a aumentar os seus custos desnecessariamente. Se não oferece nada grátis, coloque este termo nas suas palavras-chave negativas, por exemplo.

c. Acompanhamento do processo de compra e monitorização

  • Tenha em conta os vários estágios de maturidade online do cliente e diferentes estágios de processo de compra: consciencialização, consideração ou decisão. Consoante estes estágios a linguagem, tipo de oferta e CTA (call-to-action) deve diferir
  • Teste diferentes landing pages para perceber qual delas teve melhores resultados e porquê tendo em conta o público-alvo e estágios referidos
  • Perceba quantas pessoas visitaram o seu site, mas não completaram a ação
  • Veja que anúncios potenciaram mais ações
  • Monitorize o CTR e Quality Score das suas palavras-chave
  • Verifique se não está a limitar resultados devido a um orçamento demasiado baixo ou devido a keywords desnecessárias

 

5. Esteja a par das novidades

a. Fique atento às atualizações  periódicas

O mundo online está em constante mutação, e quando se diz constante significa mesmo quase diariamente. Sobretudo o AdWords no último ano tem sofrido várias alterações e melhorias e é sempre importante saber quais são e principalmente quais afetam Portugal, uma vez que nem todas as ações  são à escala global.

b. Siga os Experts

Quem sabe sabe e quem não sabe, segue quem sabe! A melhor receita para fazer um bom trabalho é ter a humildade de perceber que há sempre alguém que sabe mais que nós. Siga os Experts de AdWords a nível global e a nível local e com toda a certeza vai conseguir através das suas dicas e orientações melhorar a performance das suas campanhas.

6. Sem tempo ou conhecimento de AdWords?

a. Delegue a quem sabe

Não só é importante aprender como é importante reconhecer quando estamos a desperdiçar o nosso tempo como gestores de uma empresa. Muitas vezes quando deveríamos estar a aproveitar o nosso tempo para gerir a empresa estamos a focar-nos na parte operacional que não dominamos, o que na maior parte das vezes nos faz desperdiçar mais tempo e dinheiro, do se delegássemos essa tarefa a alguém com conhecimento operacional, neste caso com conhecimento e experiência de Gestão de Campanhas AdWords.

b. Otimizar tarefas

Um gestor de campanhas AdWords conhece as ferramentas de gestão de anúncios AdWords melhor que ninguém, não só porque é certificado e qualificado mas porque opera diariamente nesta plataforma e tenta sempre arranjar maneiras de tornar o seu trabalho mais rápido e eficaz, o que o faz ser igualmente, mais rentável para qualquer empresa. Por exemplo, no caso de uma empresa ter diversas campanhas com diversos grupos de anúncios, o carregamento manual de cada pode-se tornar incomportável daí que existiam possibilidades de melhorar estes métodos como operações em massa, ou mesmo relatórios que permitam a melhor monitorização de resultados e medição de métricas.

Para as empresas que realmente necessitam deste serviço qualificado, o importante é ponderar um parceiro certificado e que de preferência conheça bem o mercado de actuação dessa mesma empresa.

As Páginas Amarelas, com mais de 1000 sectores de actvidades, têm um conhecimento abrangente dos négocios em diversos mercados, além de serem Parceiros Premium Google Adwords para as PMEs. Se o seu negócio se quer destacar nos motores de busca, delegue a gestão de campanhas AdWords a gestores qualificados.

Pode começar já aqui e agora:

anuncios google paginas amarelas

 

Fonte de Imagens Printscreen: Google Adwords